Namoro com Paris Hilton, Overdose aos 18 anos, tratamento em segredo contra o vírus da AIDS, Dueto engavetado com Madonna e muito mais. Guia Definitivo: O que você não sabia sobre Lindsay Lohan.

Namoro com Paris Hiltonejijirjer

Muitos não sabem mas Lindsay e Paris se conheceram em 1999, quando Nicky, irmã da Paris, a apresentou para LiLo durante a premiere do filme “Anywhere But Here”. O tempo passa, e pulamos para 2004, quando Lohan convidou Hilton para a festa de lançamento de “Speak”. Segundo RUMORES, ela teria começado a se interessar “mais profundamente” por Paris e então elas começaram a namorar, o namoro teria durado até 2007, em 2008, Lindsay se assumiu Bissexual e começou a namorar a DJ Samantha Ronson. Alguns fóruns online criaram debates sobre o tema, como por exemplo um rumor de que a gangue “Bling Ring” (que roubou a casa de Lindsay Lohan e também de Paris Hilton em 2008/2009) teria encontrado cartas de amor das duas, fotos de LiLo coladas no quarto de Hilton e até fotos extremamente comprometedoras, como essas (ao lado) publicada pela X17 Online que foram liberadas em 2010, porém foram datadas de 2006. Nick Prugo, um dos membros da gangue teria vendido para a agência de notícias pela bagadela de $50 mil dólares.

Overdose aos 18 anos

Imagem relacionada

Antes de Nicole Richie dizer que fumou maconha com Lindsay quando ela tinha 14 anos, quem frequentemente revelava os podres da família Lohan era o pai de LiLo, Michael. Ele contou por exemplo que sua filha teve sua primeira overdose ainda aos 18 anos, quando filmava “Sorte no Amor” entre o final de 2004 e o começo de 2005, quando segundo ele, sua filha estava começando a dar os primeiros passos na cocaína:

“Lindsay estava filmando e um dos assistentes me ligou dizendo que ela tinha tido uma overdose de cocaína no banheiro das filmagens. Eu tive vontade de pegar uma arma e matar a todos da equipe” – contou em 2013 ao Acesshowbiz

Tentativa de Suicídio

denoidnjeiod

Não é segredo que Lindsay Lohan, como já contamos aqui, sofreu durante muitos anos com a automutilação. Lindsay cresceu, e se tornou mundialmente famosa por “Meninas Malvadas”, mas não conseguiu deixar seus problemas para trás, ela assumiu em uma entrevista que só se sentia bem quando não estava sozinha “Eu gosto de trabalhar para não me sentir tão sozinha. Quando as pessoas me cercam eu me sinto parte de alguma coisa, isso me cativa”. Mas quando LiLo voltava para o seu apartamento, sozinha (ela decidiu que não queria morar com os pais aos 18 anos), e se olhava no espelho, ela desabava. Começou a desenvolver Anorexia e Bulimia em 2005, e como não tinha apoio (Ela chegou a revelar em 2006 que só chegava a ver a mãe uma vez por mês) a situação só piorava. No mesmo ano, Lohan começou a se automutilar, em uma tentativa de escapar da pressão que sofria. Em 2006, o que era um segredo veio a público. Em fotos na saída de um evento, as cicatrizes no pulso de Lindsay apareceram. Ela se justificou dizendo que ela havia colocado braceletes muito apertados em seu pulso, que havia causado as lesões. Dali para frente, LiLo começou a usar pulseiras, luvas, e maquiagem para tapar as cicatrizes. Mesmo assim, em horas que se descuidava, os paparazzi’s a fotografavam e estampavam nos tabloides “o mais novo episódio de automutilação de Lindsay Lohan”, a chamando muitas vezes de louca.

Em novembro de 2009, surgiram as primeiras notícias de que ela havia tentado se suicidar, quem revelou isso foi uma ex-assistente: Em um telefonema para o pai de Lohan, ela teria dito:

 

“Estou tentando salvar a porra da vida da sua filha todos os dias. Ela está confusa e não melhorou nos últimos dois anos. Ela se machuca. Você não vale nada e sabe disso. Se eu não estivesse por perto naquele momento, ela teria se matado. Eu desisti de tudo: namorado, cachorro, meus pais e minha casa para que sua filha não se mate”, disse em um áudio divulgado pelo tablóide “The Inquisitr”

Imagem relacionada

Maconha aos 14 anos

Nicole Richie se encaixa perfeitamente na frase “Com um amigo desses, quem precisa de inimigo?”. A socialite expôs grande parte da vida das duas na adolescência no livro “Império – Uma viagem sem volta ao inferno das drogas”. Leia uma parte do livro que será lançado em 2018, divulgado pelo tablóide “Closer”:

“Era 2001. Estávamos [Nicole e Lindsay] em Brentwood Malibu (bairro de Los Angeles) com Spencer Redford (famosa por Pixel: A Garota Perfeita). Nós fumávamos juntas. Esse é o começo para a maioria das pessoas. Quero dizer, algumas pessoas negam… mas eu nunca conheci alguém que se iniciasse com cocaína ou heroína, tudo começa com maconha e álcool, e de uma hora para outra você precisa de algo mais forte.

(…) Aos 19 anos eu experimentei heroína, no mesmo ano estava em uma reabilitação. Lindsay estava gravando um novo filme. Spencer não tinha feito nada que realmente importasse (Pixel: A Garota Perfeita é de 2004). Ela se sentia deslocada, consequentemente ela se afundou na cocaína na mesma época. Lindsay se manteve bem, até 2004 (aos 18), quando começou a se afundar. Éramos próximas nessa época, ela começou a se comportar como eu me comportava. Já estava recuperada na época. Me lembro de estar em uma festa, em 2005, em que a encontrei e sentamos juntas ao lado de Paris e ela não parava de mexer o nariz e olhar rapidamente de um lado para o outro. Eu sabia que ela estava fazendo isso (cheirando) mas não podia fazer nada. As coisas foram acontecendo. Eu acompanhava na televisão notícias horríveis sobre overdoses, crack e heroína. Épocas sombrias. A fama tende a ser destrutiva.”

Música com Madonna

Resultado de imagem para LINDSAY LOHAN MADONNAEm 2006 o mundo parou com um anúncio do dueto de Madonna e Lindsay Lohan. A “In Touch” divulgou que as duas teriam gravado um dueto em Nova York nos estúdios da Warner Music. O problema é que o dueto nunca acabou saindo, devido a uma briga que as duas teriam tido sobre o título e sobre o álbum. Madonna gostaria que a música entrasse no CD “Hard Candy” (de 2008), e Lindsay gostaria que a faixa entrasse em “Spirit In The Dark” (que também seria lançado em 2008 mas foi cancelado), por fim a música foi engavetada.

 

 

 

Lindsay teria AIDS e estaria tratando o vírus em segredojiojoj

Em 2010 o pai de Lindsay, Michael Lohan disse em seu twitter que a filha possuia a AIDS. Ele tweetou: “A verdade é que o fato de minha filha viver com HIV pelo resto da vida é resultado de decisões que tomou”. O tweet foi apagado logo depois mas gerou uma enorme repercussão. Quando foi perguntada LiLo desconversou do assunto e disse que seu pai estava drogado. Para piorar ele ainda disse que sua filha convivia com o vírus desde os 17 anos.

“É hora de você aprender a verdade. A verdade sobre Tommy Mottola num romance com minha filha de então 17 anos”. Tommy Mottola é executivo da gravadora Casablanca. O CD de Lindsay foi lançado por Tommy, quando trabalhava na Universal.

Foto: tweet de Michael Lohan em 2010.

Lindsay teria começado a fumar aos 15 anos

Resultado de imagem para lindsay lohan smoking

LiLo começou a fumar aos 15 anos, como disse em entrevista a Life & Style, em 2010, porém sua primeira foto segurando um cigarro saiu em Setembro de 2004, em um passeio no shopping com o namorado Wilmer Valderrama.

“Cigarros não são uma escolha certa. Eu não me orgulho disso” – contou a revista L&S

Lindsay admitiu que até seu médico havia pedido para ela parar de fumar, já que ela tem asma desde a infância e princípio de DPOC, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, que pode causar a morte por ser uma doença evolutiva e sem cura, normalmente causado por fumantes de longa data.

E ai lilovers? Qual curiosidade dessa lista vocês realmente não sabiam? Conte para a gente!

Equipe Lindsay Lohan Brasil